cabinet de conseil en organisation et management des entreprises

O especialista da melhoria das práticas e das organizações no meio hospitalar

Exemplos de Realizacoes

Desafios

Soluções

Résultados / Benefícios

Gestão das camas

Instalação de uma estrutura dedicada à gestão dinâmica das camas.

Criação da função «gestor de camas ».

Rondas nos serviços para avaliação em tempo real da disponibilidade de camas

Definição de regras de afectação de camas em conjunto com os médicos a fim de, sistematicamente, garantir capacidade para os doentes oriundos das urgências

+10 % de capacidade de camas adicional

0 transferências

Melhoria da qualidade do seguimento do doente nas urgências.

Visibilidade e transparência sobre camas disponíveis em tempo real.

Seguimento do doente durante o internamento : bloco operató

Racionalização da organização do bloco de acordo com a tipologia de doentes.

Eliminação das perdas de tempo e tarefas sem valor acrescentado no bloco operatório – check list gestão da qualidade/segurança.

Melhor articulação das salas do bloco com as salas de recobro.

Redefinição dos interfaces entre serviços de hospitalização e bloco operatório: melhor preparação do doente a montante.

Redução dos tempos de intervenção através de uma melhor organização dos serviços de apoio ao bloco.

+ 15 % de intervenções cirúrgicas adicionais.

Maior fluidez no bloco operatório.

Melhor qualidade no seguimento do doente no bloco.

Aumento da taxa de ocupação das camas da  cirurgia.

Melhor gestão da qualidade e da segurança.

Melhoria da produtividade do bloco operatório.

Contenção da massa salarial

Instalação de uma ferramenta de gestão dinâmica e de atribuição de recursos; regras de entreajuda, partilha, reservas de recursos…

Simplificação e uniformização das amplitudes dos horários do pessoal, das mudanças de turnos, passagens de testemunho…

Redefinição das regras de elaboração dos horários.

Avaliaçção do valor acrescentado das actividades desenvolvidas pelo pessoal médico e paramédico; reescalonamento no tempo das tarefas desempenhadas; eliminação das perdas de tempo

Reforçar o papel e a exigência nos serviços de apoio aos cuidados, libertando assim os enfermeiros para que passem mais tempo no seu serviço junto dos doentes.

+ 20% de tempo de enfermagem adicional, ganho às tarefas satélite dos cuidados em benefício de mais tempo com os doentes.

Melhoria dos rácios de produtividade (colaboradores por cama).

Melhor distribuição de recursos de acordo com o fluxo de doentes.

Redução do recurso ao trabalho temporário de mais de 70% (intérim, horas extraordinárias...)

Gestão e pilotagem operacional da actividade. Binómio médico/ enfermeiro

Redefinição e clarificação dos papéis e das responsabilidades de médicos e enfermeiros através da instalação dos modelos de gestão em todos os níveis hierárquicos : redefinição das reuniões dos serviços, tableaux de bord de gestão da actividade mais operacionais; gestão dos desvios e orientação da gestão para uma pilotagem partilhada, mais virada para resultados e qualidade.

Melhor gestão em binómio: redução da Duração Média do Internamento; acordo sobre protocolos de saídas e admissões de doentes…

 Melhor coesão e sentimento de pertença: redução do absentismo e do stress profissional.

Redução dos prazos de implementação das decisões.